Facebook - GOBusinessTalks Linkedin - GOBusinessTalks Twitter - GOBusinessTalks Google Plus -  GOBusinessTalks Youtube - GOBusinessTalks

Simulador / FAQs

Diagnóstico

Gostaria de, sem qualquer compromisso, marcar um diagnóstico sobre a segurança e rentabilização do seu património?
Qual a sua dúvida ou questões que gostaria ver respondidas?
Confirme se algumas questões já estão aqui respondidas.

Perguntas

O seu nome *

O seu email *

Assunto *

A sua Pergunta *

* Campos de preenchimento obrigatório

Questões Frequentes

Reforma

Qual o PPR mais indicado para mim?

Na escolha do seu PPR deverá ter sempre em conta os seguintes fatores:

– O horizonte temporal do investimento;
– A sua idade, ou seja, o período de tempo que decorrerá desde a subscrição até à utilização do capital acumulado;
– O seu perfil de investidor, ou seja, maior ou menor capacidade de aceitar a volatilidade (variações positivas e negativas), sempre numa ótica de investimento de médio-longo prazo.

A SGF encontra-se disponível para efetuar um diagnóstico da sua Reforma/Situação patrimonial, sem encargos, facilitando-lhe a escolha.

Posso investir em mais do que um PPR?

Sim, tem à sua disposição uma gama completa de soluções de reforma com total flexibilidade e solidez, adequadas aos mais diversos perfis de investimento.

Existem benefícios fiscais para os PPR?

Sim, poderá consultar os respetivos benefícios na Fiscalidade/Fundos de Pensões PPR/ no Momento da contribuição. De notar que o PPR é um excelente veículo de otimização fiscal da gestão uma carteira de títulos.

Como posso subscrever um PPR?

É simples, basta responder a um questionário para avaliar o seu perfil de investidor e juntar os seus documentos de identificação. Contacte-nos para go@gobusinesstalks.com e ajudaremos no processo.

Posso mudar a minha opção de PPR?

Independentemente do PPR que constituiu a sua escolha inicial, poderá em qualquer momento optar por outra solução de Reforma.

Com exceção das alterações de carteira no PPR Património Reforma, a escolha de um novo produto origina um novo processo de subscrição, no qual parte ou a totalidade do histórico de entregas é transferido para o PPR que escolheu.

Posso transferir o meu PPR de outra Sociedade Gestora/Seguradora?

Sim, contacte-nos para go@gobusinesstalks.com e ajudaremos no processo.

Quem supervisiona o funcionamento dos fundos?

A Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF) supervisiona e controla periodicamente as aplicações financeiras, definindo limites por tipo de ativos, o que impõe um elevado grau de segurança à carteira de investimentos. A informação prestada e a comercialização de contratos de adesão individual a Fundos de Pensões Abertos são supervisionadas pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Os fundos são ainda anualmente auditados externamente por Sociedades de Revisores Oficiais de Contas, que confirmam a congruência entre a contabilidade dos fundos e as contas no Banco Depositário.

Pode o PPR substituir outras aplicações financeiras menos rentáveis?

Sim, os investimentos dos PPR são efetuados numa ótica de médio/longo prazo, no entanto a atual legislação permite o reembolso a qualquer momento fora das situações previstas na legislação, com reposição agravada do benefício fiscal caso o mesmo tenha existido. Assim, se investir num PPR e não usufruir do benefício fiscal de dedução à coleta de IRS, o seu Património está sempre disponível e pode ser reembolsado em qualquer altura, apenas com uma potencial penalização na tributação sobre os rendimentos.

Fundo Dedicado

Existirão formatos de investimento que minimizem o risco de alteração das regras a meio do jogo?

O Fundo Dedicado é uma criação do Governo do Luxemburgo, que é um dos mais estáveis em termos políticos e legislativos do mundo.

Existirão soluções de gestão do património que protejam o investidor da política fiscal do Estado onde é residente?

A combinação da legislação portuguesa dos investimentos em seguros de vida e capitalização, com a dos fundos de investimento que adotam um regime de contabilização dos resgates do capital FIFO (First In First Out), transforma o Fundo Dedicado na melhor solução de otimização fiscal.

Existirão soluções que permitam a um cidadão decidir sobre o destino a dar ao seu património em futuras gerações?

O Fundo Dedicado integra várias soluções, por forma a satisfazer a vontade do cliente. As situações deverão ser analisadas caso a caso.

Num quadro de extrema fragilidade das instituições financeiras, será prudente confiar todo o património a soluções tipo “caixa negra” só porque a entidade gestora garante uma remuneração fixa? Ou será preferível escolher diferentes ativos e investir o património por forma a usufruir do rendimento gerado?

O Fundo Dedicado permite responder às opções de cada investidor, assumindo o caracter de uma carteira de investimento efetuada à medida e a pedido, afastando-se do conceito caixa negra. Em função do perfil de investimento e dos objetivos do cliente é desenhada a estratégia de investimento.

Existe alguma solução na gestão e proteção do património que satisfaça as exigências que a globalização impõe?

A domiciliação internacional do património preconizada pelos Fundos Dedicados, permite graus de liberdade na gestão e proteção do património que satisfaz as exigências que a globalização impõe.

Será possível proporcionar uma boa qualidade de vida aos familiares e herdeiros, continuando a ter liberdade na gestão do património, mas evitando os custos e a burocracia dos processos de testamento?

O sigilo da solução e a facilidade com que se alteram os beneficiários ou simplesmente se termina com o Fundo Dedicado confere absoluta liberdade e simplicidade na gestão do património.

Existe alguma solução que permita beneficiar e usufruir do património, sem o incómodo que a sua exposição pública acarreta?

O Fundo Dedicado beneficia da domiciliação no Luxemburgo, onde o sigilo Bancário e Segurador são equiparados ao sigilo médico. Trata-se de uma das soluções de proteção mais fortes no mundo.

Se fazer bem e fazer “menos bem” tem o mesmo custo, qual a razão para não fazer sempre bem?

O Fundo Dedicado permite, sem custos acrescidos, ir organizando o património de forma programada conforme os objetivos do seu detentor.

Podem os empresários estruturar a sua atividade, protegendo o património no caso de insucesso de alguns projetos? O contágio de um mau projeto à totalidade do património, acumulado ao longo de diversos anos ou décadas, será uma inevitabilidade? Será que a falência do investidor, devido a um mau negócio, é uma fatalidade?

O contágio do património por projetos sem sucesso é algo que deve ser restrito a projetos em fase inicial. Caso contrário o investidor pode ser envolvido numa teia que conduzirá ao colapso financeiro.
O Fundo Dedicado permite manter estanques os diferentes projetos, evitando o risco de contágio.

Será possível integrar veículos internacionais (Luxemburgo, Suíça ou outros) na solução de gestão e proteção de património?

O Fundo Dedicado, para além de poder integrar diversos projetos nacionais, admite a integração de projetos internacionais em diversas geografias. Em mais de 80 países consegue-se de forma legal e transparente evitar a dupla tributação.

Será possível escolher o continuador mais adequado para o negócio, que não seja um dos herdeiros?

Para a gestão das estruturas participadas pelo Fundo Dedicado pode ser nomeado um gestor fora do âmbito da família, mantendo esta o acesso aos resultados gerados.

Será possível assegurar que a gestão do negócio seja assumida por um filho, compensando os restantes por um valor equivalente? E quando, de entre os diferentes filhos, apenas um está interessado em dar continuidade ao negócio da família?

Existe total flexibilidade na definição dos beneficiários do Fundo Dedicado.

Para decidir qual a lista de vontades e beneficiários será necessário esperar até aos últimos dias, expondo-se a situações pouco agradáveis nas quais os descendentes poderão procurar tirar proveito da avançada idade ou do menor discernimento que, normalmente, o titular do património tem à medida que envelhece?

O Fundo Dedicado permite total flexibilidade na escolha de beneficiários e na sua alteração durante a sua vigência do contrato, pelo que a indicação dos beneficiários pode e deve ser efetuada o mais cedo possível.

Existirá forma de garantir aos filhos, netos e restante descendência, a educação e o bem-estar material que queremos e podemos proporcionar? Como se enquadram situações em que os pais se incompatibilizam com os filhos, passando a ser prioritário assegurar que a transmissão geracional se faça diretamente para os netos?

O Fundo Dedicado é a solução de gestão patrimonial que permite definir os beneficiários na repartição do património e a data a partir da qual cada beneficiário tem acesso à sua parte. Sejam filhos, netos ou outros beneficiários.

A Filantropia pode ser exercida sem depender da autorização dos descendentes?

Sim, mas os objetivos e beneficiários carecem de ser integrados na estrutura do Fundo Dedicado através de soluções desenvolvidas para o efeito. A definição das estratégias e sua implementação é efetuada caso a caso.

Existirá alguma forma de transferir o património para os herdeiros de forma simples, célere e segura?

A definição dos beneficiários no Fundo Dedicado, permite, com a apresentação da certidão de óbito do tomador, ter acesso de imediato ao património, evitando-se processos legais de habilitação de herdeiros e obtendo-se liquidez quase imediata.

E se um dos herdeiros não possuir capacidade para gerir o património de forma a assegurar um bom nível de vida? Será possível definir um rendimento periódico em vez de um pagamento único?

A solução Fundo Dedicado permite alocar uma renda periódica a beneficiários pré-definidos, o que permite fazer face a despesas periódicas ou a situações em que o beneficiário não tem capacidade de gerir o seu património.

Será possível definir, de forma absolutamente clara, uma lista de vontades que corresponda ao sentimento de justiça na repartição do património do seu proprietário e, à medida que o tempo passa, ir ajustando essa relação de vontades às novas realidades e evidências?

A lista de beneficiários do Fundo Dedicado pode ser ajustada a qualquer momento, permitindo ajustar a forma de distribuição do património em função de eventos não previstos. A divergência ou rutura com algum dos beneficiários é um exemplo.